Era diferente, até ser igual a todos os outros.

imagem2

Leia ao som de: O destino não quis – Maneva ♫

Sinto falta do sorriso bobo. Aliás, do meu e do seu.

Daquele momento de silêncio e olho no olho. Era uma encarada que sempre transmitia uma sensação boa, de satisfação em estar ali. Ficava feliz em ver como seus olhos brilhavam e quase dava para te ver sorrindo por dentro. Dos ‘pode descer´, da mania que eu tinha de ficar na ponta dos pés para te abraçar ou te surpreender com um beijo. De quando você dava um jeito para nos vermos do nada no meio da semana, porque não íamos aguentar de saudade até o final de semana.

Seu cheiro, meu Deus… Seu cheiro! Não seu cheiro sempre impecável do perfume. Mas o SEU cheiro. Se eu fechar os olhos agora posso sentir ele junto com a textura da sua pele e me faz ter arrepios só de lembrar. Sinto saudade de sentir o que eu costumava chamar de ‘calafrios na boca do estômago’ – não sou fã de borboletas, uma vez você me disse que elas vivem pouco tempo, esse calafrios duravam muito mais – você tinha o dom de fazer isso até a distância.

Faz falta saber que você falava de mim com algum orgulho para os amigos, mesmo que fosse por causa de uma boa caipirinha fiz. Na frase ‘minha mina’, o pronome possessivo me soava muito bem vindo de você. Foi bom me sentir o motivo do seu entusiasmo, não importa para o que. Era bom saber que você estava lá comigo, nem que fosse para fazer alguma coisa meio maluca, que envolvesse falta de pudor e risco, apenas porque a vontade era muito grande… E olha que chegamos perto de dar errado.

Por falar em vontade, foi bom ser sua. Todas as vezes! Foi mais que bom. Tão bom quanto escutar ´tô te querendo e não é de agora!’. Da maneira como sua boca e meu corpo pareciam se conhecer há muito mais tempo e olhar seu rosto fazia com que eu desejasse que aqueles momentos não acabassem nunca. Ter um parceiro para fazer coreografias esquisitas, air guitar, fugir um final de semana para o sítio, tomar o melhor café preparado por você, um ajudante para fazer um macarrão bem mais ou menos, faz falta. E por mais que ele não ficasse assim tão bom quanto a caipirinha, foi bom ouvir que você gostou.

Escutar você falando sobre tudo da vida, inclusive das coisas que não se orgulhava muito de ter feito como se fossemos melhores amigos de infância e ganhar um beijo de repente da uma saudade danada, para falar a verdade até da sua voz sinto saudade. Da maneira como ficávamos a vontade para sermos simples e nós mesmos com o medo de parecermos bobos ou precipitados se dissipando rapidamente a cada dia.

As incontáveis cervejas, cigarros, risadas que dividimos, os ‘bom dia nega’, ‘qualquer coisa liga’ e andar de mãos dadas com você, me fazem falta sempre. Assim como a paz e a inquietude que estar você me traziam. Sinto falta até das poucas vezes que fiquei com o coração na mão porque não consegui falar com você, mesmo sabendo que a culpa era da bateria viciada do celular e do pouco ciúme que me fez sentir.

Saudade de fazer brigadeiro de paçoca para te agradar, da maneira como sempre foi cuidadoso, cavalheiro e preocupado comigo, das coisas lindas que me escrevia que sempre me deixavam sem palavras, das músicas que escutava e via tanto de nós, de todas as viagens que fizemos mesmo que fossem através da nossa imaginação, de como me fazia sentir especial e acreditar que dessa vez seria diferente, pois parecia ser impossível que algo desse errado com a gente, tamanha sintonia e troca de energia boa que tínhamos.

Sinto sua falta num todo com cada detalhe que ainda me parece tão vivo na memória, dessas mais de 1000 horas, 60000 segundos de pura intensidade e entrega que vivemos como se fosse um sonho; loucos, apaixonados, às vezes até meio inconsequentes, vivendo em outra dimensão, naquela onde não existe tempo contável, nem tempo ruim e mesmo que tivesse, estaríamos protegidos um pelo outro.

Até o dia que a realidade nos chamou de volta, acordamos você desistiu e partiu do mesmo jeito que chegou.

BioThais

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s