É tarde amor

time

Parece que cem anos se passaram desde a nossa última despedida e eu me sinto como um viajante à deriva em alto mar, perdido em idas e vindas da sua indecisão.  Desde que você decidiu que eu não cabia mais no seu mundo e saiu em busca de novas aventuras sem olhar pra trás que eu me pergunto será que realmente conseguiu encontrar o que tanto buscava? Enquanto eu fiquei ali esperando como um cachorro que é esquecido pelo caminhão de mudança aguardando o retorno do seu dono, o tempo passou.

Muitas vezes desejei que você encontrasse alguém que te fizesse sentir tudo o que eu sofri e quem sabe assim entendesse o meu lado. Ao mesmo tempo, desejei que não encontrasse ninguém que te olhasse como eu olhava. Que ninguém te abraçasse como eu abraçava. Que ninguém te amasse como eu te amava e então você sentisse a minha falta e finalmente voltasse pra mim e a gente pudesse recomeçar do zero e tentar ser feliz. O tempo passou e nada aconteceu. Você não sentiu a minha falta. Apenas seguiu vivendo a sua liberdade em paraísos artificiais. Então desisti de insistir e de esperar a sua volta e a vida seguiu implacável, até porque ela não para pra gente recolher os cacos que ficam espalhados pelo caminho.

Olha o destino brincando de novo, tantas voltas pra acabar no mesmo ponto em que tudo começou, ele te trouxe de volta com aqueles mesmos olhos de ressaca e tempestade tumultuando tudo em mim.  Você voltou como se nada tivesse acontecido. Como se nenhuma lágrima tivesse sido derramada na sua ausência. Como se nenhuma dor tivesse sido sentida enquanto você refazia a vida em outros copos, outros beijos, em outras camas e outros amores. Queria dizer que continuo aqui, que continuo acreditando no amor e em nós, mas não há como apagar todos os meses em transe se refazendo pouco a pouco como os viciados em reabilitação, superando um dia de cada vez e repetindo sempre a mesma frase como um mantra sagrado:  “Só por hoje não chorar. Só por hoje não ligar. Só por hoje não pensar em ti” – One day at time –  Só que o hoje é todo dia quando você não está por perto e a saudade é a única que insiste em continuar dentro da gente.

Será que você veio arrumar a bagunça? Ei, dessa vez vai ficar quanto tempo? Preparo um café ou o coração pra ser quebrado de novo? Queria poder te dizer que ainda estou aqui, que não desisti e que é possível acreditar no amor, pois no fim tudo vai se ajeitar e ficar bem de novo. Mas o tempo passou e por mais que eu deseje não é tão fácil refazer laços com alguém que você tanto amou e que no fim te tratou como uma pessoa completamente estranha durante um longo tempo sem se preocupar com as consequências dos seus atos ou como palavras duras podem afetar a vida de alguém. A verdade é que você nunca se importou nem pensou em ninguém além de si e então percebi que tinha mesmo era voltado para fazer o que sempre fez de melhor: causar confusão. Pois, disso, você entende melhor que ninguém.

Entendi também que algumas pessoas não conseguem demonstrar o amor da mesma forma que a gente, isso não quer dizer que ela sinta menos, mas infelizmente isso não muda e nem apaga as feridas que elas causaram.  O mais triste de tudo isso é saber que esperei e desejei tanto por esse momento que hoje não faz mais diferença, pois com o tempo a gente aprende que alguns amores foram feitos para serem vividos e lembrados e não para serem eternos. É tarde amor, até pra nós.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s