Pra poder seguir…

Imagem

Leia ao som de Adele – Skyfall

Não vem dizer que pensa em mim antes de dormir ou quando acorda. Não diga que sente meu perfume nos lençóis e no travesseiro. Não acha que está um pouco tarde demais, um pouco errado demais e um pouco estranho demais me dizer isso agora? Nesse exato instante em que meu coração não sangra mais por ti? Logo agora que posso passar um dia inteiro sem pensar o quanto poderíamos ter vivido a felicidade por inteiro, sem rever nossos sorrisos, nossos passeios, nossos sonhos. Sem pensar que poderíamos ter sido inteiros um para o outro. Pena que você preferiu ser só metade, aquela que esquiva seus olhares para evitar possíveis amores, dos amores que te enxergam fundo. Com um medo enorme de que encontrem um poço vazio, uma metade que estava presente de corpo mas não de alma e coração.Tenho que admitir, eu também era metade, aquela que se dá sem receber e o copo nunca se completa pois nunca é o bastante pra saciar a sede de amor. Mas transbordo de algo que nunca vai saber o que é, transbordo de sentimento, daquele que não tem medo de se mostrar, aquele que quer mais é gritar aos quatro ventos que está ali, vivo e pulsante. Aquela metade que não espera e que ainda enxerga ao longe uma possibilidade de te trazer pra perto mas só consegue ver a sua sombra cada vez mais longe. Não venha agora dizer que os seus dias são mais frios sem o meu sorriso, agora que o meu inverno já passou e posso senti-lo de novo em meu rosto. Ainda chove aqui dentro sim, mas chove fresco e transborda a liberdade que nunca pude sentir de ti. Aquela liberdade que tentou procurar em outros corpos frios, mas que sempre esteve ali, acordando ao seu lado nas manhãs de domingo, brilhando pelo raio de sol que entrava pela janela e os faziam acender como dois faróis iluminando o nada que era o lago negro do seu olhar que insistia em se virar pro outro lado. E saia antes que eu pudesse alcançar os seus, que insistiam em fugir cada vez mais. E eu ficava ali sem saber se te devorava, se te implorava ou se deixava partir.

Deixei ir. Deixei seguir. Pra poder seguir…

seguir

 

 

biome

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s