PAÍS DAS MARAVILHAS AS AVESSAS

Imagem

 

Dia desses precisei pegar o metro lotado no horário de rush e como não tenho costume (não sou mulher rica – ando de busão mesmo) comecei a prestar atenção nas pessoas e até em mim mesma. De tão lotado precisávamos andar bem devagarinho uns atrás dos outros, como zumbis ou robôs, apenas seguíamos o fluxo. Então comecei a pensar como é engraçado que tenhamos que passar por tudo isso todos os dias, semana após semana, durante anos e anos das nossas vidas e tudo pra que? Para fazer coisas de que não gostamos comprar coisas que não precisamos, para agradar pessoas que muitas vezes nem conhecemos. E louvamos os finais de semana, oramos e pedimos para que cheguem logo para que possamos curtir uma vida vazia de baladas, curtição, com direito a várias fotos para postar nas redes sociais, mostrar para pessoas que não gostamos uma felicidade que não existe, para depois voltar novamente pra o buraco vazio das nossas vidas, voltar para uma realidade onde não gostaríamos de estar. Outro dia no ônibus duas mulheres discutiam com afinco, uma falava alto no telefone e incomodava a todos, a outra se incomodava com ela e então começou uma briga incessante onde ninguém tinha mais razão, eu nem estava prestando muita atenção, quando uma delas ofendeu a outra a chamando de “velha”. A partir dessa ofensa surgiu algo que me chamou a atenção: um comentário de alguém que estava de fora me despertou interesse, uma senhora de meia idade, ainda produtiva e que voltava do trabalho, se sentindo indignada com tal comentário disse: É que hoje em dia não existe mais aquele sentimento ou aquela preocupação com o semelhante, podem ver alguém passando mal na rua e ninguém ajuda, ninguém liga mais com ninguém. Percebi que faz muito sentido, é a mais pura verdade, acho que o ser humano está perdendo a capacidade de sentir, sentir de verdade, na vida real, no palpável, pois na vida criada nas redes sociais todos pregam o amor, o belo, o sentimento, mas no dia-a-dia não se preocupa com o banco dos idosos, com o lixo no chão, com o cigarro na cara dos outros e isso é realmente muito triste, me leva a crer que o comentário daquela senhora, que viveu outras épocas onde existia mais carinho, compreensão, conversa, bom dia no elevador e olho no olho mesmo é muito real e faz todo o sentido. Hoje temos medo de tudo, de expressar nosso sentimento, de falar saúde quando alguém espirra, de dar um abraço de parabéns no aniversário, ou de dizer que sentimos muito uma perda alheia, digo isso por experiência própria, sim aconteceu comigo e senti no fundo esse medo, mas de que? Nem eu entendia. Medo da rejeição ou do que vão pensar? O medo é o pior dos males do ser humano, ele nos impede de fazer algo que nos agrade, que nos impulsione e que nos alegre, ele nos impede de ser, de viver e de sermos felizes. Estamos nos perdendo de nós mesmos. Esse medo não existe na internet. Hoje nos preocupamos muito mais com os nossos celulares quando ele cai no chão do que em ajudar alguém que caiu na nossa frente, ou em deixar passar primeiro a pessoa idosa. Realmente lamentável que não tenhamos mais preocupação pelo outro.  E de quem é a culpa?? Da pressa, pois, claro, alguém tem que ser culpado, sempre! Do chefe que está cobrando resultados, preciso chegar primeiro, preciso correr para não levar bronca, preciso correr pra não perder o ônibus, o trem, metro, avião… Hoje é o relógio quem nos controla e não o contrário. Vivemos num país das maravilhas as avessas onde corremos como loucos atrás do coelho  branco, que vive correndo de nós, temos que fazer o nosso tempo e nesse tempo incluir as coisas que realmente são importantes  pra nós, definir nossas prioridades. Porque ele – o tempo – vai passar e tão depressa que nem vamos sentir, então quando percebemos nem saberemos mais o sentido da palavra sentir, então sinta, mas sinta agora, HOJE, antes que seja tarde demais!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s